Websites

Quais São os Tipos de Sites Existentes?

tipos de sites

Em uma sociedade cada vez mais conectada, ter um site é essencial para o sucesso de qualquer empresa. E, para atender a todas as necessidades das marcas presentes no mercado, é possível escolher entre diversos tipos de sites.

Uma vez que portais funcionam como cartões virtuais de visitas para negócios, se utilizar do certo faz toda a diferença. Isso porque eles também melhoram a conversão dos clientes e os redirecionam, a fim de cumprir os objetivos do estabelecimento.

Abaixo, saiba quais são as opções e por que é útil adotar essa estratégia.

Leia também:

Otimização de site: o que é e por que é tão importante?

Qual é a diferença entre hotsite, onepage e landing page?

Conheça os principais tipos de sites corporativos

Na internet, a concorrência só faz aumentar com o tempo. Portanto, o primeiro passo é investir em um bom planejamento de marketing digital para se destacar e conquistar seu público.

Então, um conjunto de páginas faz toda a diferença para a sua instituição. Afinal, ele possibilita que mais pessoas vejam seus produtos e serviços, se interessem, entrem em contato e se tornem consumidores.

Mas como saber qual é o mais indicado para obter mais visibilidade, ampliar suas vendas e cumprir suas metas? Listamos os principais e os mais populares para te ajudar a decidir qual é o mais adequado.

Institucional

Um dos tipos de sites mais usados, ele basicamente serve para assinalar a sua presença no mundo digital. Nele, você adiciona todas as informações sobre o estabelecimento, como o que ele oferece, meios de contato, valores, missão, história etc.

Na maioria das vezes, ele é desenvolvido com um design clean, simples e intuitivo. Isso porque seu maior objetivo é valorizar o conteúdo e ajudar o cliente a encontrar o que procura.

E-commerce

Aqui, é possível vender mercadorias ou contratar soluções diretamente pela plataforma. Por isso, este formato é muito utilizado por lojistas e comerciantes que desejam recorrer à internet para expandir sua marca.

No entanto, para obter os resultados esperados, você deve atualizá-lo constantemente. Por exemplo, inserir preços, avisar sobre a disponibilidade e condição do estoque, entre outras referências que facilitem a compra.

O carregamento também deve ser rápido para que o usuário não desista de adquirir nem busque seus concorrentes.

Além disso, é preciso atuar com eficiência em todas as etapas de venda online para garantir uma boa experiência ao consumidor. Caso contrário, isso pode causar uma imagem negativa para a sua empresa.

One-page

A diferença entre a one-page e outros tipos de sites é que todo o conteúdo é carregado em uma única tela. Dessa forma, ela leva menos tempo para abrir e, por esse motivo, funciona muito bem em aplicativos mobile.

Uma vez que é intuitiva, é a escolha ideal para negócios que querem atingir um público mais jovem ou ocupado. Não é necessário esperar que uma nova página carregue porque um clique no link desejado rola até a respectiva seção.

Dinâmico

Como o próprio nome diz, ele oferece agilidade e permite que alterações sejam feitas com facilidade e a qualquer momento. Inclusive, pode ser atualizado constantemente, fazendo com que sempre esteja renovado e acompanhando as últimas novidades do mercado.

Além de informações institucionais, você também consegue adicionar um blog para usar marketing de conteúdo e otimização para buscadores (SEO). Assim, conquista mais visibilidade, acessos e métricas mais positivas.

Por ser intuitivo e de fácil upgrade, ele ainda pode ser vinculado às redes sociais, possibilitando uma troca entre as mídias.

Blog

Este é um dos tipos de sites mais versáteis. Isso porque pode funcionar como um portal inteiro ou apenas uma página interna de um conjunto mais completo.

Normalmente, é utilizado para atrair usuários curiosos sobre determinado tema e atua como um diário, ou uma central, de conteúdos.

Para empresas, ele é importante para gerar autoridade no assunto, tornar-se referência e criar vínculos com o consumidor.

Portal

Certamente, a melhor escolha para negócios que planejam vender informações, pois engloba materiais diversos e voltados ao interesse do público.

Apesar de ser bastante efetivo, administrar um não é tarefa fácil. Por isso, contrate profissionais experientes para mantê-los em dia com as últimas notícias e discussões e responder às mensagens.

Marketplace

Resumidamente, esta plataforma pode ser empregada por todos os setores para expor e disponibilizar seus produtos e serviços aos visitantes. Dessa forma, oferece oportunidades a muitos fornecedores, conhecidos ou não, que também desejam elevar suas vendas.

Além disso, incentiva a compra, divulgação e o consumo de marcas de vários nichos.

Enfim, essa estratégia dá às mercadorias mais visibilidade, aumenta o espaço de empresas e diminui gastos com publicidade. Aliás, talvez atraia uma nova audiência, que não te via entre a sua concorrência antes, diferente e mais variada.

Dropshipping

Uma vez que reduz os custos de estocagem, esse é um dos tipos de sites que tem conquistado inúmeros empreendedores.

Inclusive, elimina a preocupação com a entrega, já que essa responsabilidade é do estabelecimento parceiro. Portanto, pode ser uma ótima opção para clientes que busquem mais praticidade no dia a dia.

Portfólio

Por atuar como uma vitrine para produtos e serviços, possibilita que as pessoas entendam o trabalho de um profissional ou negócio. Assim, facilita a tomada de decisões do visitante em relação a uma compra.

Este formato é muito utilizado pela área criativa, sobretudo de escrita e artes visuais. Isso porque lista os jobs já realizados de maneira visual, facilitando a pesquisa dos interessados e a contratação das atividades.

O mais importante é aplicar um design funcional, organizado e especializado. Ele vai simplificar a navegação e estimular o usuário a consumir o conteúdo por mais tempo.

Hotsite

Este é um dos tipos de sites mais objetivos e que mais aumentam as chances de conversão dos leads.

Focado em temas específicos e de ação temporária, normalmente é empregado em campanhas sazonais de marketing, lançamentos de mercadorias etc. Por isso, pode ser adotado em ações de mídia paga a fim de atrair tráfego qualificado.

Aliás, garante mais oportunidades de gerar novos acordos para agências ou empresas.

Landing page

Bastante parecida com o hotsite e versátil, ela tanto pode ser destinada a certas ocasiões quanto trabalhada de forma permanente. Ou seja, não necessariamente se limita a eventos ou tarefas únicas.

Geralmente, é criada com o propósito de gerar leads. Para isso, produz e disponibiliza e-books e outros materiais ricos sobre a área de atuação do negócio.

De anúncios

Este é um dos tipos de sites que mudaram o modo com que as empresas anunciavam seus produtos e serviços. Isso porque o usuário navega pelas páginas e, ao mesmo tempo, é impactado por propagandas que incentivem a compra.

Dedique-se a conhecer seu público, saber do que ele gosta e o que ele procura, para ser assertivo e lembrado.

Hoje, existem muitas opções gratuitas e pagas que se adaptam às estratégias de marketing digital para mantê-las ativas. Então, quanto mais você paga, maiores são a sua exposição e o alcance do seu conteúdo.

De notícias

Resumidamente, ele compartilha matérias sobre diversos assuntos, variados ou específicos, e atualizam os visitantes com as novidades e informações mais recentes.

Normalmente, sua monetização consiste na venda de anúncios em forma de artigos, banners, disparo de e-mails e compartilhamento nas redes sociais.

Dependendo do tipo de material que a página costuma publicar, pode ser um portal completo ou um blog.

Importância de um site mobile friendly

Segundo listamos, há tantos tipos de sites disponíveis que você precisará escolher o mais adequado para a sua marca. No entanto, independentemente da decisão que tomar, é fundamental que a alternativa seja mobile friendly.

Como o próprio nome diz, essa característica assegura que a plataforma funcionará de forma amigável e eficaz em aparelhos celulares. Afinal, grande parte dos consumidores navega por meio de smartphones, talvez mais do que em notebooks e desktops.

Prova disso é o surgimento do mobile first, que prioriza o desenvolvimento de sites para dispositivos móveis antes de computadores. Diante deste cenário, fazer esse investimento vale a pena para turbinar o seu negócio, torná-lo mais acessível e popular.

Agora que você conhece as principais categorias, ficou mais fácil definir o mais apropriado para as suas necessidades, certo?

Naturalmente, você deverá estabelecer os seus objetivos, seu público e as suas possibilidades. Por isso, não existem regras nem respostas certas.

Compare todos, analise a sua estratégia e como cada opção será útil e complementar. Se precisar, peça ajuda aos seus colegas e aos que serão responsáveis pela administração e elaboração!

Autor

Dennis Barreto

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Utilizamos cookies para garantir a melhor experiência em nosso site. Se você continuar a usar este site, assumiremos que você está satisfeito com ele.